INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Talentos Campinarte / CRISTIANO VIOLLA



CRISTIANO VIOLLA / Cristiano é carioca, nasceu no Campinho e começou na música tocando percussão e o seu primeiro instrumento foi um balde de lixo. É isso mesmo, ele e o seu irmão mais novo, o Joaquim, começaram tocando percussão num balde de lixo. Daí Cristiano partiu para os instrumentos de cordas. Para quem não conhece, Cristiano desenvolve um belo trabalho social através da música dentro de Nova Campinas. Eu acredito que a comunidade nem desconfia da importância desse trabalho. Quando ele ensina um jovem a tocar um instrumento, é menos um nas ruas pensando em fazer besteira. Eu posso garantir que são muitos jovens que passaram pelas mãos do Cristiano, inclusive o Geovani que é meu filho. O Cristiano não se limita a só ensinar o instrumento, também conversa troca idéias com os alunos orientando aqui e ali passando um pouco da sua experiência para os mais jovens e até para os não tão jovens assim.
Cristiano já tocou por esse Brasil a fora e tocou também fora do Brasil com o Grupo Apoteose.
Cristiano teve uma passagem pela Vila Lobos, estudou mais ou menos uns seis meses, teve que sair porque a grana andava curta e por volta do ano 2000 retoma os estudos e se forma em harmonia, improvisação e percepção pelo curso Sigam.
Cristiano hoje é arranjador, produtor e tem trabalhado bastante, principalmente com os novos grupos como é o caso do Ki-presença, Nascente, Mais que Diferente, Sorriso Novo e muitos outros. Além disso, Cristiano também toca na noite e diz que tocar na noite é muito mais fácil que produzir. O trabalho de produção exige muito mais concentração e responsabilidade porque o público a cada dia vai ficando cada vez mais exigente.
Conversando com o Cristiano eu não poderia deixar de lembrar o Grupo Mistura Marrom, afinal de contas são 17 anos de estrada.
Cristiano fez questão de deixar uma mensagem para quem está pensando em entrar para o mundo da música: “Não desistir nunca e sempre acreditar no sonho. Hoje em dia eu vivo da música graça a Deus e eu espero que quem tenha essa pretensão de viver da música estude bastante. Tem que ouvir de tudo – música instrumental, chorinho, bossa-nova, etc., isso vai ajudar muito na formação do músico”.