INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

domingo, 23 de dezembro de 2012

Morre na Espanha o poeta alagoano Lêdo Ivo


O poeta alagoano Lêdo Ivo morreu na madrugada desde domingo, aos 88 anos, vítima de um enfarto, na cidade de Sevilha, na Espanha, onde o escritor se encontrava para passar o Natal, informaram seus familiares.
O poeta, jornalista, romancista e ensaísta, nascido em Maceió em 1924, sentiu-se mal enquanto comia em um restaurante e decidiu retornar ao seu hotel, onde recebeu atendimento médico.
O literato, que estava acompanhado de seu filho, o artista plástico Gonçalo Ivo, morreu antes de ser levado ao hospital.
"Estava na cidade espanhola de férias, onde ia passar o Natal com alguns familiares e retornaria na próxima semana a Maceió para cumprir seus compromissos de trabalho", disse.
O poeta, que era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), será provavelmente cremado na Espanha e suas cinzas trazidas para o Brasil.
"Em relação às homenagens, familiares e amigos estão se mobilizando para fazer uma missa no Rio de Janeiro e em Maceió", acrescentou a sobrinha de Lêdo Ivo.
Após saber da notícia, a presidente da ABL, Ana Maria Machado, disse que Lêdo Ivo era um dos membros "mais ativos" da instituição. Para a escritora, o alagoense era um poeta "versátil", com capacidade para a ficção e possuidor de uma "vitalidade espantosa".
A presidente disse que em 10 de janeiro será realizada uma sessão extraordinária na ABL, realizada a portas fechadas, na qual seus membros lembrarão Lêdo Ivo.
Autor de "Ninho de Cobras" e "A Noite Misteriosa", o escritor já foi traduzido para diversos idiomas. Lêdo Ivo deixa três filhos.