INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sábado, 15 de junho de 2013

Atores da Baixada buscam estrelato e visibilidade atuando como figurantes em produções de sucesso na telinha

Os figurantes que moram na Baixada Fluminense
Reunidos na Praça do Skate, em Nova Iguaçu, os figurantes da Baixada Fluminense contaram sobre os bastidores da figuração. Eles acreditam que esse é o caminho para o sucesso. Mas, até a fama chegar, a vida de um figurante não é nada mole. E o trabalho começa cedo e costumar durar o dia todo.
— Temos que madrugar para chegar cedinho ao Projac, em Jacarepaguá, e passamos o dia gravando. Na maioria das vezes, sem falas — contou Stephanie Raadja, figurante do programa “Zorra Total”.
O estrelato não é o único objetivo para quem é figurante. A atividade também é uma uma forma de ganhar dinheiro — e, muitas vezes, não é pouco, quando o ator passa a ser muito lembrado .
— A diária varia de R$ 50 a R$ 150, e os mais cotados chegam a faturar R$ 3 mil por mês. Algumas pessoas vivem só disso — disse Everton Mesquita, um dos veteranos na figuração, vestindo o traje de palhaço que usou na novela “A vida da gente”.