INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS
O Campinarte é independente. Não recebe subvenção de nenhuma prefeitura, governo de estado e muito menos do governo federal. Não somos uma organização não governamental, fundação, associação ou centro cultural e também não somos financiados por nenhum partido político ou denominação religiosa. Não somos financiados pelo tráfico de drogas ou milicianos. Campinarte Dicas e Fatos, informação e análise das realidades e aspirações comunitárias. Fundado em 27 de setembro de 1996 por Huayrãn Ribeiro.

Pesquisar este blog

VOCÊ É O VISITANTE

Translate

Edição de Junlo / 2018

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Leia Também

terça-feira, 15 de março de 2016

FERJ | Mário Junior exalta empate do Duque de Caxias na estreia

O empate não foi o resultado esperado pelo Duque de Caxias na estreia na Taça Santos Dumont, no sábado (12/03), no Estádio Marrentão, em Xerém. Porém, o 2 a 2 contra o Barra da Tijuca foi avaliado como positivo pelo treinador Mário Junior, do Tricolor da Baixada, que ficou atrás do placar por duas vezes e conseguiu a reação.
Para o comandante, apesar da tensão da estreia, a equipe fez uma boa partida, principalmente na etapa inicial. "Minha avaliação é positiva, porém seria melhor se tivéssemos conquistado os três pontos. Pegamos uma equipe qualificada e que vai tirar pontos dos outros adversários. Nós sabemos que o primeiro jogo tem a tensão da estreia e passei para os jogadores antes da partida que se não desse para vencer, eram para buscar um ponto para chegarem no próximo jogo mais relaxados. Tomamos um gol de pênalti, que poderia ser evitado, e tivemos uma infelicidade de um gol contra. Fizemos um bom primeiro tempo, com circulação e posse de bola muito boas e triangulações pelas beiradas do campo. Foi bom para testar o psicológico da equipe também. Os jogadores não se abateram com os gols sofridos e conseguiram buscar e igualar o placar", analisou o treinador.
Para partida, Mário Junior teve que improvisar na lateral-esquerda. Sem Wesley e Thiago Roberto para a posição, já que não foram regularizados a tempo da estreia, o experiente Dudu, que atua no Tricolor da Baixada desde a fundação, foi escalado.
O treinador elogiou a atuação do jogador e destacou a importância dele no elenco. "Era uma situação que preocupava, pois temos somente dois jogadores para a posição e nenhum deles tinha condição de jogo para a estreia. Tive que improvisar o Dudu, mas eu sabia que a nossa situação defensiva ficaria bem segura e tranquila. No segundo tempo, o lateral deles avançou bastante e ganhou algumas jogadas pelo setor. Mas eu tenho o Dudu como um jogador de múltiplas funções, que é essencial no futebol de hoje", finalizou.
Na sequência da Taça Santos Dumont, o Duque de Caxias visita o Ceres, no Estádio Luso Brasileiro, em partida marcada para a quarta-feira (16/03), às 15 horas.
Agência FERJ
imgCapa

Mário Júnior ressaltou o espírito de reação do Duque de Caxias 
no empate com o Barra da Tijuca 
(Crédito: Agência AMS)