INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS
O Campinarte é independente. Não recebe subvenção de nenhuma prefeitura, governo de estado e muito menos do governo federal. Não somos uma organização não governamental, fundação, associação ou centro cultural e também não somos financiados por nenhum partido político ou denominação religiosa. Não somos financiados pelo tráfico de drogas ou milicianos. Campinarte Dicas e Fatos, informação e análise das realidades e aspirações comunitárias. Fundado em 27 de setembro de 1996 por Huayrãn Ribeiro.

Pesquisar este blog

VOCÊ É O VISITANTE

Translate

Edição de Junlo / 2018

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Leia Também

terça-feira, 14 de junho de 2016

Prefeitura lembra Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil com ação na Praça do Pacificador

A secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Duque de Caxias realizou neste domingo (12/6), uma panfletagem na Praça do Pacificador, no Centro, sobre a importância de se denunciar o trabalho infantil. A ação faz parte das comemorações do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, que tem como principal objetivo alertar a comunidade em geral e os diferentes núcleos do governo sobre a realidade do trabalho infantil, uma prática que se mantém corriqueira em diversas regiões do Brasil e do mundo.
Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infatil foi lembrado com uma ação na Praça do Pacificador
“O trabalho precoce pode trazer danos irreparáveis e consequências na adolescência, além de prejuízo nos estudos. Por isso, para o enfrentamento do trabalho infantil é necessário um conjunto de intervenções que começa com a sensibilização e conscientização da família e da sociedade sobre as consequências do trabalho para a vida desses pequenos” ressaltou a secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Claudia Peixoto.
O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil foi criado em 2002, por iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT), agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo da data é o de gerar a reflexão e de trabalhar no combate ao trabalho infantil.
No Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente proibi que menores de 14 anos exerçam qualquer tipo de trabalho, salvo na condição de aprendiz. Mesmo assim, segundo o IBGE, em 2014, mais de 3 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalhavam no país, tendo seus direitos violados.