O Campinarte é independente. Não recebe subvenção de nenhuma prefeitura, governo de estado e muito menos do governo federal. Não somos uma organização não governamental, fundação, associação ou centro cultural e também não somos financiados por nenhum partido político ou denominação religiosa. Não somos financiados pelo tráfico de drogas ou milicianos. Campinarte Dicas e Fatos, informação e análise das realidades e aspirações comunitárias. Fundado em 27 de setembro de 1996 por Huayrãn Ribeiro.

CAMPINARTE DICAS E FATOS

Pesquisar este blog

VOCÊ É O VISITANTE

Leia Também

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

VOLTA ÀS AULAS 2019 COM UNIFORMES E MATERIAL ESCOLAR NOVOS EM DUQUE DE CAXIAS

A volta às aulas em 2019 para os alunos da rede municipal de ensino de Duque de Caxias acontecerá no dia 11/02 . Os 75.795 alunos da cidade iniciarão o ano letivo com 390.829 peças de uniformes novos entregues no final de 2018. Os estudantes receberam kits contendo duas camisetas, uma com manga e outra sem, bermuda, agasalho e calça para o inverno.
“Estou muito feliz com a entrega de uniformes. Eu sei que foi dado um passo importante para a educação dos nossos filhos,” contou a mãe da aluna Giovana da Luz, 5 , aluna da Creche e Pré- Escola Maria Lúcia Andrade Ribeiro, Samara Aparecida da Luz, 31.
Feliz com a aquisição, a secretária de Educação, Cláudia Viana, destacou o esforço que a Prefeitura de Duque de Caxias fez para que o ano letivo de 2019 iniciasse com uniformes novos para os alunos. “Superamos as dificuldades e alcançamos a nossa meta, o nosso sonho. Cada peça foi escolhida e produzida com muito cuidado e qualidade, atendendo às demandas de cada idade e necessidade dos nossos estudantes”.
Corroborando a fala da secretária, o prefeito Washington Reis afirmou que sempre lutou para que as crianças e os jovens da cidade recebessem os uniformes novos e tivessem as melhores condições de ensino. “Tenho a convicção de que um trabalho sério e dedicado dá bons frutos. Desta forma, concretizamos nosso ideal de entregar aos alunos do município de Duque de Caxias uniformes de qualidade,” disse.
Já os materiais foram divididos por ciclos e compõem itens de acordo com a necessidade de cada série que o aluno estiver cursando na Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos). Separados por lotes, os kits compõem, por exemplo, cadernos, lápis e borrachas, entre outros itens.
Além do uniforme e material escolar, a comunidade escolar vai encontrar também várias unidades reformadas. Durante o período de férias, a Secretaria Municipal de Obras realizou reformas de manutenção em dezenas de escolas para oferecer espaços muito mais confortáveis, seguros e favoráveis para aprendizagem dos estudantes e para o trabalho de professores e funcionários.

Certeza que esses coelhos do Himalaia voam na velocidade da luz ��

Intolerância à Lactose?


Antibióticos sem receita?


Preservar os jardins é importante para a natureza e também é um ato de educação


Direitos da pessoa idosa


Capoeira / Morre Mestre Dirce

Não podemos adiantar muitos detalhes mas, captamos no Facebook uma nota de falecimento da Mestre Dirce que aparece na foto ao lado do Grã Mestre Raimundo o do Mestre George.
Ela contribuiu bastante para o desenvolvimento da Capoeira em Duque de Caxias, descanse em paz!

UAU... Uma das borboletas mais belas do planeta Terra

sábado, 19 de janeiro de 2019

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Já viram um cachorro sambando?

4 coisas que você precisa saber sobre o IPVA


Controle de natalidade de cães e gatos é lei

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Fumar maconha é crime? - Direitos Brasil

No Brasil, fumar maconha – assim como o uso pessoal de outras drogas ilícitas – é uma questão polêmica. A legislação do país prevê penas brandas para a utilização pessoal, e severas para a conduta do tráfico.
Isso demonstra uma tendência na diminuição das consequências a respeito do uso, mas uma falta de reais políticas para tratar com a questão. Entenda se fumar maconha é crime no Brasil, e como a questão é tratada:

A diferença entre o uso e o tráfico

A lei brasileira entende uma diferença significativa entre o uso de uma substância ilícita e o seu tráfico. De acordo com a lei, uso possui uma natureza individual. Ele não envolve a distribuição de drogas para nenhum usuário além daquele indivíduo. Por isso, entende-se que o uso não fere nenhum bem jurídico, não podendo configurar-se crime.
O tráfico, por sua vez, envolve a distribuição de drogas ilícitas – em qualquer nível que seja – para outros indivíduos. Nem mesmo é necessário haver lucro pessoal para a configuração do tráfico. Este, por ferir bens jurídicos, é considerado crime, e punido rigorosamente.
O problema, quando o assunto é fumar maconha, é que a origem da erva tende a ser ilícita. Isso implica no fato de que fumar maconha geralmente está relacionado a um crime anterior. Por isso, lidar com a questão envolve uma série de regularizações adicionais.

Crime e contravenção

A lei brasileira prevê uma diferenciação entre tipos de infrações penais. Nem toda infração penal é crime. Crime é a conduto ilícita passível de detenção e penas privativas de liberdade. As contravenções, por sua vez, não geram prisão típica.
Contravenções recebem penas alternativas, mais brandas. No caso específico da lei de drogas, a utilização de drogas, como fumar maconha, sem configurar tráfico, gera penalizações de contravenção. O texto da lei de drogas no Brasil prevê que as drogas para consumo pessoal geram:
“I – advertência sobre os efeitos das drogas;
II – prestação de serviços à comunidade;
III – medida educativa de comparecimento a programa ou curso educativo.”

Fumar maconha não é crime, mas não é permitido

Se fumar maconha é uma contravenção, isso significa que não é um crime. Por outro lado, indica ser uma infração penal. Mesmo que as penalidades sejam bastante brandas, isso indica que o uso não é liberado.
Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Brasil não passa por um processo de descriminalização do uso de drogas. O que ocorre é, apenas, um afrouxamento das penas para usuários.

Por que a maconha é considerada uma droga ilícita, se seu uso não configura crime?

Na prática, não existe uma lei especificamente formulada para proibir a utilização de maconha como um crime. Na lei brasileira, a norma que regulamenta os crimes relacionados a drogas, e o dispositivo que define o que são drogas ilícitas e controladas são coisas diferentes.
O que realmente ocorre é que a lei anti-drogas define como droga todas aquelas substâncias citadas na portaria 344 da ANVISA. Isso quer dizer que, se a maconha fosse retirada deste dispositivo, ela automaticamente deixaria de ser um problema legal.
O problema todo estaria na necessidade de regulamentação da substância, caso ela fosse realmente liberada. Mais do que tirá-la da lista de substâncias proibidas, seria necessário criar leis complementares para determinar uso, venda e origens, o que complica o procedimento.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Esse doguinho ganhou uma festa do Naruto!

Quem fizer contrabando vai perder a carteira de motorista


sábado, 12 de janeiro de 2019

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Museu recebe exposição que mistura dinossauro e robótica


Dinossauros e robótica. Mundos distantes? Não para o Museu Ciência e Vida, da Fundação Cecierj, que inaugura, neste sábado (12), às 12h, a exposição "DINOSSAURO - DO CRETÁCEO À ROBÓTICA". Realizada em parceria com o Museu da Geodiversidade, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a exposição conta com uma réplica do esqueleto do dinossauro brasileiro Uberatitan Riberoi. Outros animais pré-históricos que viviam no território brasileiro também estão expostos.
"Além de aprender sobre esse passado tão distante, os visitantes também se envolvem com o nosso mundo contemporâneo, com os avanços de tecnologia, especificamente da robótica. Os olhares para o passado e para o futuro movem a curiosidade humana, movem a ciência. Para nós, do Museu Ciência e Vida, é também um aceno para os nossos desafios, pois queremos oferecer mais experiências em tecnologia no nosso espaço", declara a diretora do museu, Mônica Dahmouche.
Após a inauguração, a exposição segue aberta ao público na Programação de Férias do Museu. A partir de 21 de janeiro, escolas e grupos podem agendar visita ao museu. As visitas consistem em visita a Exposição e Sessão de Planetário. As atividades do Museu Ciência e Vida são GRATUITAS e mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2671-7797.
Serviço:
Exposição: DINOSSAURO - DO CRETÁCEO À ROBÓTICA
Museu Ciência e Vida: R. Aílton da Costa S/N - Jardim Vinte e Cinco de Agosto, Duque de Caxias
Horário de visitação: de terça-feira a sábado, das 9h às 17h
Entrada Gratuita
Classificação livre
--
Lídia Michelle Azevedo
Assessora-Chefe de Comunicação
Fundação Cecierj/Consórcio Cederj
Tel.: 21 2334-1584
Cel.: 21 9 7578-6685