INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

domingo, 29 de julho de 2012

É flagrante a falta de conhecimento por parte desses pré-candidatos em relação à educação em nossas comunidades

Com tantos (pré) candidatos à câmara municipal de vereadores interessados no “bem do povo” e no “desenvolvimento” de suas comunidades, fica muito difícil para qualquer pessoa entender a razão de tanta desordem, por exemplo, no comércio.
Não é possível que esses que se consideram os “salvadores comunitários” não apresentem (nem em época de eleição) um projeto para a organização do pequeno e do médio comerciante que é quem na verdade dá um caráter de civilidade, gera renda e emprego em nossos bairros.
É muito grande o número de lojas que funcionam na clandestinidade. A maioria dos funcionários trabalham sem carteira assinada. As mercadorias, produtos, artigos não tem procedência comprovada, dificilmente emitem nota fiscal e isso sem falar que as calçadas viram um verdadeiro inferno com todo tipo de pirataria tornando impossível o ir e vir dos passantes sem ter que se deparar com as horríveis barraquinhas, barracas e barracões que literalmente ocupam as calçadas empurrando os pedestres para o meio da rua.
Outra coisa: normalmente esse tipo de comércio atrapalha aqueles poucos comerciantes que cumprem com todas as suas obrigações: tem suas lojas legalizadas, emitem nota fiscal, assinam as carteiras de seus funcionários e comprovam a procedência de seus artigos.
E mais: até agora ninguém foi capaz de criar nessas comunidades, cursos, escolas de formação e/ou capacitação para que o trabalhador possa ingressar sem maiores dificuldades no comércio em geral.
O comércio precisa ser tratado de maneira distinta.
É flagrante a falta de conhecimento por parte desses pré-candidatos em relação ao pequeno e ao médio comerciante.
Vou mais além: é flagrante a falta de conhecimento, seriedade e honestidade por parte da maioria desses (pré) candidatos.
Esperar algum tipo de comprometimento por parte deles em relação ao comércio já vi que é pura perda de tempo.
Com tantos (pré) candidatos à câmara municipal de vereadores interessados no “bem do povo” e no “desenvolvimento” de suas comunidades, fica muito difícil para qualquer pessoa entender a razão de tanta desordem, por exemplo, no trânsito.
Não é possível que esses que se consideram os “salvadores comunitários” não apresentem (nem em época de eleição) um projeto para a organização do trânsito em nossos bairros.
Eu me refiro a um projeto de orientação de como deveria ser o comportamento do cidadão no trânsito a começar pelas crianças.
Vejam: dentre outras coisas, nossas comunidades carecem de sinalização, redutores de velocidade e que os órgãos responsáveis pelo trânsito sejam mais eficientes.
O trânsito precisa ser tratado de maneira distinta.
É flagrante a falta de conhecimento por parte desses pré-candidatos em relação ao trânsito em nossas comunidades.
Vou mais além: é flagrante a falta de conhecimento, seriedade e honestidade por parte da maioria desses (pré) candidatos.
Esperar algum tipo de comprometimento por parte deles em relação ao trânsito já vi que é pura perda de tempo.
Com tantos (pré) candidatos à câmara municipal de vereadores interessados no “bem do povo” e no “desenvolvimento” de suas comunidades, fica muito difícil para qualquer pessoa entender a razão de tanta desordem, por exemplo, na educação.
Não é possível que esses que se consideram os “salvadores comunitários” não apresentem (nem em época de eleição) um projeto para a organização da educação de nossa juventude.
Estamos assistindo no momento a greve dos professores da rede estadual e por incrível que pareça não ouvimos uma palavra sequer de apoio a essa categoria por parte desses que se dizem tão preocupados com as nossas crianças.
Há bem poucos dias vivemos a mesma situação em Duque de Caxias, nossas crianças ficaram quinze dias sem aulas e mais uma vez todos esses que almejam uma vaguinha no legislativo municipal ficaram em silêncio.
A educação precisa ser tratada de maneira distinta.
É flagrante a falta de conhecimento por parte desses pré-candidatos em relação à educação em nossas comunidades.
Vou mais além: é flagrante a falta de conhecimento, seriedade e honestidade por parte da maioria desses (pré) candidatos.
Esperar algum tipo de comprometimento por parte deles em relação à educação já vi que é pura perda de tempo.
Com tantos (pré) candidatos à câmara municipal de vereadores interessados no “bem do povo” e no “desenvolvimento” de suas comunidades, fica muito difícil para qualquer pessoa entender a razão de tanta desordem, por exemplo: na segurança, transporte de massa (ônibus, trens, barcas, taxis, vans), saúde, esporte e lazer, cuidado com os deficientes físicos, idosos, etc.
Não é possível que esses que se consideram os “salvadores comunitários” não apresentem (nem em época de eleição) um projeto para a organização desses segmentos em nossos bairros.
Cada segmento desses tem que ser tratado de maneira distinta.
É flagrante a falta de conhecimento por parte desses pré-candidatos em relação a esses segmentos.
Vou mais além: é flagrante a falta de conhecimento, seriedade e honestidade por parte da maioria desses (pré) candidatos.
Esperar algum tipo de comprometimento por parte deles em relação e estes segmentos já vi que é pura perda de tempo.