INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 14 de maio de 2012

O Proler é um dos grandes alicerces da leitura no país


Fundação Biblioteca Nacional comemora 20 anos do Programa Nacional de Leitura

14/05/2012 - 16h33
Paulo Virgilio
Repórter da Agência Brasil
A Fundação Biblioteca Nacional (FBN) organizou uma série de eventos para comemorar os 20 anos de criação do Programa Nacional de Leitura (Proler). A programação tem início hoje (14), às 18h30, com a inauguração de uma exposição na Casa da Leitura (Rua Pereira da Silva, 86 - Laranjeiras, zona sul do Rio), sede do Proler, seguida de uma mesa redonda, com a participação do presidente da FBN, Galeno Amorim, e vários especialistas em leitura.
Amanhã (15), a Terça Cultural, evento tradicional da Casa de Leitura, homenageia o cartunista Ziraldo, criador de diversas logomarcas usadas pelo Proler ao longo desses 20 anos. Será exibido, às 18h30, o documentárioZiraldo: o Eterno Menino Maluquinho, seguida de um debate com o público. Antes, às 14h, as crianças que frequentam o espaço vão assistir ao programa ABZ do Ziraldo e participar de atividades de leitura.
Várias outras atividades serão realizadas até o sábado (19), entre elas concertos com os violoncelistas do Duo Santoro, na quarta-feira (16), e com a flautista Andrea Ernest Dias, na sexta (18), sempre às 18h30. Na quinta-feira (17), haverá um musical infantil com o músico e poeta Zé Zuca, às 14h, e uma palestra com o ilustrador Rui de Oliveira, às 18h30, sobre Leitura de Imagem Narrativa nos Livros para Crianças e Jovens.
Criado por decreto presidencial em 1992, o Proler, iniciativa vinculada à Fundação Biblioteca Nacional, possui hoje mais de 70 comitês espalhados por cerca de 500 municípios em todo o país. “O Proler é um dos grandes alicerces da leitura no país”, afirma o presidente da FBN, Galeno Amorim. Segundo ele, a capacitação de agentes de leitura, a criação de mais dez comitês e a formação de novos 2.800 mediadores são as metas do programa para 2012.
Edição: Fábio Massalli