O Campinarte é independente. Não recebe subvenção de nenhuma prefeitura, governo de estado e muito menos do governo federal. Não somos uma organização não governamental, fundação, associação ou centro cultural e também não somos financiados por nenhum partido político ou denominação religiosa. Não somos financiados pelo tráfico de drogas ou milicianos. Campinarte Dicas e Fatos, informação e análise das realidades e aspirações comunitárias. Fundado em 27 de setembro de 1996 por Huayrãn Ribeiro.

Pesquisar este blog

VOCÊ É O VISITANTE

Translate

Edição de Out. / 2018

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Leia Também

sábado, 24 de março de 2018

Nova Campinas na Taça das Favelas

Belíssimo papel de Nova Campinas em sua primeira participação na Taça das Favelas organizada pela Central Única das Favelas – CUFA, a Taça das Favelas é o maior torneio de futebol de campo entre favelas do mundo! Ao todo, mais de 100 mil jovens participam da competição, que se inicia nas peneiras internas nas comunidades até a grande final.
A competição visa contribuir  para a promoção da inclusão social através do esporte, influenciando positivamente a realidade de crianças e jovens brasileiros. Uma oportunidade de promover a integração das comunidades, a ressignificação do território e o fortalecimento da autoestima da juventude das favelas.
A primeira edição da Taça das Favelas foi realizada em 2012, e desde então tem se consolidado como uma importante oportunidade de revelação de novos talentos para o futebol. Entre os destaques estão Erick Brendon, atual jogador do América, que disputou a Taça das Favelas 2012 representando o Complexo do Alemão, e Matheus Norton, que jogou a edição de 2013 e, no ano passado, se destacou na conquista do Torneio de Terborg, na Holanda.
A competição ganhou ainda mais notoriedade no cenário mundial, tendo sua importância e relevância reconhecida por grandes craques da bola como Zico, Júnior, Bebeto e Romário. Hoje a Taça é um sucesso e a cada ano cresce o número de favelas inscritas.
Além de dar oportunidade aos jovens talentos das favelas de brilharem e ir em busca do sonho de se tornar jogador profissional, a Taça das Favelas tem como fio condutor proporcionar novas experiências educacionais e culturais a estes jovens. Acreditamos que a conscientização é essencial também fora do campo de jogo, e é desta forma, pensando além das quatro linhas, que a CUFA oferece workshops e palestras durante o torneio.
Mais do que um torneio esportivo, a Taça das Favelas é o campeonato da integração social, levando a milhares de jovens valores educacionais e de cidadania. UM GOL PARA TODA A VIDA. (Fonte / site oficial da taça das favelas)
Nova Campinas foi avançando etapa por etapa da Taça das Favelas de maneira espetacular e quanto mais a coisa ia se afunilando, aí que Nova Campinas mostrava mais competência e seriedade sem deixar de lado a descontração graças ao apoio de sua grande torcida que deu uma das maiores demonstrações de fidelidade apoiando e incentivando a garotada em todos os momentos da competição, tanto é que Nova Campinas só foi parada na semifinal.
Todas as vitórias foram importantes, porém vale destacar (em particular) algumas que foram fundamentais nessa caminhada: Nova Campina 1 x 0 Barbante da Ilha / A contagem mínima foi o bastante para os meninos de Nova Campina fazer a festa, em Realengo. O meia Wesley Castro fez o gol da vitória.
Nova Campina 1 X 0 Complexo da Pedreira / O jogo começou sem fortes emoções, fazendo com que o primeiro tempo não saísse do 0x0. A partir do segundo tempo os dois times vieram com garra e animaram o público. O gol acabou saindo com Alan de Souza. O clima ficou tenso nos últimos minutos, o Complexo da Pedreira tentou correr atrás do prejuízo, mas não teve jeito, 1 a 0 para Nova Campina. 
Nova Campinas 2 X 1 Morro do Escadão / O primeiro tempo mais equilibrado do dia. O time de Novo Campinas foi o time que mais levou perigo ao seu adversário, mas o goleiro João Victor Pinheiro, do Escadão, mostrou reflexos e salvou o time de levar o primeiro gol da partida. No segundo tempo teve um golaço de Nova Campinas de Alan de Souza. A torcida do Escadão se animou e começou a cantar com o gol de Wellington Ferreira, deixando tudo igual. Mas novamente Alan, agora de pênalti, marcou para o Nova Campinas, que terminou vencedor do duelo!
Quartas de final / Nova Campinas 2 x 0 Parque São Vicente / No primeiro tempo o jogo foi pouco movimentado devido a quantidades de faltas cometidas por ambas as equipes. Os goleiros trabalharam pouco. As melhores chances da partida foram faltas sem muito perigo. Já na segunda etapa, o jogo esquentou, e aos 23 minutos, após lance de perigo e uma bela defesa do goleiro Daniel, da equipe Parque São Vicente. Aos 28 minutos depois, o camisa 10, Rafael Lucas, conduziu a bola e tocou para Lourenço, que abriu o placar para a equipe de Nova Campina. Aos 33, a equipe de Nova Campina aumentou a vantagem e selou o placar da partida em 2 x 0. O gol foi marcado por Ryan.
Semifinal / Nova Campinas 0 x 3 Vila Aliança / A equipe da Vila Aliança entrou a mil por hora, tomando as iniciativas da partida e tendo domínio total do jogo. Esse domínio logo foi transformado em vantagem, marcando três gols com Luiz Felipe, um lindo gol de Douglas e Jeferson, terminando a primeira etapa com ampla vantagem. No segundo tempo, a equipe da Nova Campinas se lançou mais buscando diminuir o prejuízo, mas a equipe da Vila Aliança soube administrar bem o resultado até o fim do jogo. Vila Aliança enfrentou a Caixa D’água de Padre Miguel, na grande final da categoria masculina, sábado, dia 24 de março, no Estádio de Moça Bonita e a Caixa D’água levantou a Taça das Favelas 2018.