INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Entrevista - Absalão Freire fala sobre informação incorreta e propaganda enganosa

O Campinarte entrevistou (em 2008 - vale a pena ler de novo) Absalão Freire de Alencar, Sindicalista e Ex-militante do Movimento de Emancipação do Proletariado.
(Obs: Campinarte Dicas e Fatos é um informativo comunitário fundado em 27/09/1996 - Nova Campinas - Duque de Caxias - Rio de Janeiro)

As informações incorretas e a propaganda enganosa têm levado muitas pessoas a um beco sem saída. A publicidade agressiva deslumbra muitos pobres, fazendo-os crer que através da jogatina (por exemplo), vão se livrar da pobreza. Muitas igrejas prometem aos crentes recompensas imediatas pelas suas contribuições financeiras e os políticos, principalmente esses, sabem muito bem usar e abusar dessa mesma tática quando em época de eleição.

Campinarte: O povo demonstra pouco (ou quase nenhum) interesse pela informação. Como despertar o interesse da população pela informação?
Absalão: É dar informação correta. Sabemos que isso não é de agora, temos 500 anos de informação totalmente incorreta. E a maneira de dar informação correta, de fazer com que o povo tenha interesse pela informação é justamente democratizando as informações.

Campinarte: As Associações de Moradores, não teriam aí uma parcela de culpa por esse desinteresse das comunidades pela informação?
Absalão: É claro que sim! A culpa é quase que total. Até porque os seus dirigentes quando fundam uma associação ou quando vão para a direção de uma associação de moradores eles também não tem interesse em passar informações corretas, porque eles têm interesse, isso sim, é de se auto promover, de sair o próximo candidato a vereador ou usar aquilo para ganhar dinheiro, para tomar dinheiro de algum político qualquer. A mentira dita e repetida não desmentida por alguém, principalmente pelos dirigentes, passa a ser verdade.

Campinarte: Qual deveria ser o papel dos partidos políticos no que diz respeito à informação?
Absalão: O papel dos partidos políticos deveria ser politizar. Só que infelizmente os partidos políticos no Brasil foram quase todos formados de cima para baixo. Apenas três foram formados de baixo para cima, mas assim mesmo no decorrer dos tempos perderam suas características: PC, Pc do B e PT. Só que hoje todos os partidos políticos se tornaram totalmente fisiológicos, para eles o que interessa é arrumar dinheiro em cima disso. A própria militância desses partidos, não tem nenhuma informação sobre o que existe dentro dos partidos, não sabem nem como é que o partido arrecada, de onde vem o fundo partidário, (nós sabemos que existe um fundo partidário que todo partido tem direito), mas pergunte a esses militantes, que praticamente são a vida desses partidos, o que existe por dentro dos partidos. Só os cabeças sabem o que existe por dentro desses partidos.

Campinarte: As pequenas e médias empresas de comunicação recebem o devido apoio?
Absalão: Não existe apoio nenhum apesar da grande propaganda, da fantasia que fazem. Pequenas e médias empresas de comunicação estão aí apenas para dar respaldo às grandes para fazer com que as grandes ganhem, recebam e mais nada. Se as pequenas e médias empresas de comunicação tiverem apoio, as grandes empresas não vão poder mais manipular o povo.

Campinarte: Muitas informações incorretas são passadas para o povo, principalmente em época de campanha. Quais os cuidados que o povo tem que tomar para não cair nessa armadilha?
Absalão: É buscando informação, estudando, lendo bastante para saber a origem principalmente dessas empresas. No caso específico dos sindicatos: a grande maioria de trabalhadores desse país pensa que os sindicatos foram criados para ajudá los. Os sindicatos foram criados para controlar e manipular. O sistema sindical brasileiro é fascista. A própria legislação trabalhista brasileira tem como modelo a carta de Mussolini. O primeiro sindicato surgiu na Inglaterra regulamentando o trabalho mas, para garantir os direitos do patrão, dos trabalhadores não.

Campinarte: Se por um acaso um desses veículos estiver vinculado a qualquer órgão público (municipal, estadual ou federal), ou sendo custeado por algum político, ou qualquer segmento, ele não corre o risco de fazer exatamente como a grande mídia: levar um volume imenso de informações desnecessárias e/ou incorretas; superficiais, enganosas?
Absalão: No meu entender se algum veículo de comunicação comunitário estiver vinculado a qualquer político ou órgão público, deixa de ser comunitário.

Campinarte: Como o senhor vê o fato de o povo escolher um dirigente com base na plataforma defendida na campanha, e esse líder impor uma política contrária à prometida?
Isso também seria conseqüência da informação incorreta e da propaganda enganosa?
Absalão: Sim. Esses dirigentes que defendem uma coisa no palanque, nunca falam a verdade, porque já estão comprometidos com grandes bancos, grandes empresas que financiam suas campanhas. Por isso é muito importante ter cuidado com as informações.