INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS
O Campinarte é independente. Não recebe subvenção de nenhuma prefeitura, governo de estado e muito menos do governo federal. Não somos uma organização não governamental, fundação, associação ou centro cultural e também não somos financiados por nenhum partido político ou denominação religiosa. Não somos financiados pelo tráfico de drogas ou milicianos. Campinarte Dicas e Fatos, informação e análise das realidades e aspirações comunitárias. Fundado em 27 de setembro de 1996 por Huayrãn Ribeiro.

Pesquisar este blog

VOCÊ É O VISITANTE

Translate

Edição de Junlo / 2018

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Leia Também

sexta-feira, 19 de junho de 2015

No Rio, vazamento em oleoduto da Transpetro atinge córrego e chega ao mar | EBC

Um vazamento em um oleoduto da Transpetro, empresa subsidiária da Petrobras, atingiu um córrego, na altura de Coroa Grande, distrito de Mangaratiba, na Costa Verde do estado do Rio, às 9h30 desta sexta-feira (19).
Segundo a Transpetro, cálculos preliminares apontam o derramamento de aproximadamente 600 litros de petróleo. A maior parte desse volume atingiu um córrego próximo, sendo que apenas cerca de 50 litros chegaram ao mar.

De acordo com a companhia, foi constatada uma suspeita de violação e tentativa de furto de combustível no oloeduto ORBIG, que liga a cidade de Angra dos Reis à Refinaria Duque de Caxias (Reduc), em Campos Elísios, distrito de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A empresa informou que o vazamento já foi contido, e que equipes de contingência estão trabalhando no local para o recolhimento do produto e para minimizar os impactos ao meio ambiente.
A Transpetro enumerou os equipamentos utilizados na ação de contingência: dois caminhões vácuo, um caminhão baú, dois tanques de recolhimento, um helicóptero, duas lanchas, quatro táxis boat, 800 metros de barreira absorvente e 30 metros de barreira de contenção.
Segundo a Transpetro, as autoridades ambientais foram avisadas assim que o incidente foi detectado. Uma equipe de bombeiros do quartel de Itaguaí foi deslocada para fazer a contenção, em caso de eventual necessidade.
Em nota, a, Petrobras, barreiras, contenção (SEA) relatou que equipes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) realizam vistoria no local do acidente.  “Em virtude das condições meteorológicas não houve teto para sobrevoo na região.”

Ainda de acordo com a SEA, até o momento, foram observados filmes mostrando o óleo próximo das praias de Coroa Grande e Itacuruça. O sistema de emergência da Transpetro foi acionado e peritos da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente estão a caminho.