INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 11 de março de 2014

Um rápido balanço do Carnaval de Santa Cruz da Serra


Ainda sobre os festejos de Momo, não poderia deixar de tecer algumas considerações sobre o que aconteceu em Santa Cruz da Serra nesse Carnaval/2014 promovido pela PMDC.
Todos sabem muito bem que eu não morro de amores pela atual administração, mas reconheço que no tocante ao Carnaval deste ano a Prefeitura não só descentralizou (por questões econômicas ou não o que importa é que descentralizou) como resgatou o desfile dos blocos de enredo do município e para tal montou uma estrutura de respeito: arquibancadas, um baita palanque, som de qualidade e mais banheiros químicos, a presença da guarda municipal, defesa civil, ambulâncias e tomou uma série de outras providências para que o Carnaval/2014 fosse realmente um sucesso.
Só não entendi o porquê da cobrança de R$ 250,00 dos barraqueiros, ambulantes, camelôs... Por pessoas que não faziam parte da PMDC e nem da Associação Carnavalesca de Duque de Caxias (ACDUC). Quem delegou essa responsabilidade a quem? Quanto foi arrecadado? E pra onde foi esse dinheiro que arrecadaram dos ambulantes que trabalharam no Carnaval/2014 em Santa Cruz da Serra?
Outra coisa que eu não entendi - Não entendi e espero que a PMDC tome uma providência séria a respeito, afinal de contas esse Carnaval não foi de graça, as agremiações receberam uma subvenção (que cá pra nós), para quem estava com o seu Carnaval pronto e todos os blocos que desfilaram em Santa Cruz estavam, pois já haviam desfilado no Rio, baseado em tudo isso, fica muito difícil entender porque as agremiações (que este ano tiveram lucro) não prestigiaram o nosso carnaval/2014 empurrando com a barriga numa total falta de respeito com a organização e com o público presente, explico: se por um lado a Prefeitura de Duque de Caxias caprichou na logística, na infraestrutura, por outro lado, a parte que cabia a organização propriamente dos desfiles deixou, e muito, a desejar. 
Senão vejamos: bloco que teve que enxertar sua bateria com ritmistas de outra agremiação; bloco que desfilou sem o seu casal de mestre sala e porta estandarte, bloco que esqueceu o próprio estandarte isso sem falar que blocos (a maioria) desfilaram com o número de componentes abaixo do que manda o regulamento e para finalizar (também) a maioria dos carros alegóricos bastante desfalcados, alguns descaracterizados causando uma péssima impressão. 
Digo isso pelo seguinte: se cada agremiação recebeu uma subvenção de quase R$ 10.000,00 (Dez mil Reais) e quando falamos em subvenção estamos falando em dinheiro público, essas agremiações (baseado no que elas apresentaram em Duque de Caxias), todas, eu disse todas, deveriam devolver essa quantia aos cofres públicos.
Resumo – A Prefeitura de Duque de Caxias fez a parte dela e muito bem feito – diga-se de passagem, merece uma nota 9, tem que melhorar a iluminação no local do desfile para o Carnaval/2015.
Já a organização do desfile propriamente dito (incluindo aí todos os blocos que desfilaram em Santa Cruz da Serra) a nota é 4.
(Huayrãn Ribeiro)