INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 9 de junho de 2015

Huayrãn Ribeiro / O abuso sexual de crianças é uma feia realidade neste mundo doente

* Milhares de jovens sofrem abuso sexual de outros menores. Pesquisas atribuem esse abuso em parte ao fato de os jovens que abusam terem eles mesmos sido vítimas de abusos. Em muitos lares, essas crianças são expostas a terrível violência doméstica, e com freqüência suas próprias vítimas são parentes. Uma das causas são o tédio e a negligência dos pais por grande parte dos abusos. Não tem ninguém tomando conta das crianças quando os pais estão trabalhando, assim, elas ficam à mercê dos abusadores. Cada vez mais crianças pequenas de 6 a 10 anos são contaminadas pelo vírus da AIDS transmitida por contato sexual.


* Oitenta por cento das crianças que tentam ou chegam a cometer suicídio anunciam isso verbalmente ou por escrito, com dias ou meses de antecedência. As principais razões que levam os menores a perder a vontade de viver são os maus-tratos (físicos, emocionais ou verbais), abuso sexual, desintegração da família e problemas relacionados à escola. Segundo especialistas, a televisão, os filmes, os videogames e os livros tornaram a morte algo muito comum, a ponto de crianças e jovens formarem uma idéia deturpada sobre o valor da vida. De cada 100 crianças na faixa de oito a dez anos, 15 pensam em suicídio, e 5% dessas conseguem cometê-lo. O recomendado é levar a sério crianças que falam em suicídio, e não desconsiderar o assunto achando que é chantagem ou um meio de chamar atenção. Os pais devem passar tempo com os filhos, brincar e sempre manter uma boa comunicação com eles, mostrando muito amor e carinho.


* Segundo consta, milhões e milhões de crianças no mundo todo são vítimas de exploração sexual. Ron O’Grady, que em 1997 era coordenador internacional do movimento Fim à Prostituição Infantil, à Pornografia Infantil e ao Tráfico de Crianças para Fins Sexuais, disse: "Pensei que já havia visto quase tudo na vida, mas nada me preparou para a desumanidade que é o abuso sexual de crianças. Se eu não acreditasse em pecado antes, sem dúvida começaria a acreditar agora.


" Ele acrescentou: "Como cristão, não consigo me conformar com o fato de que muitos dos agressores sexuais são pessoas que trabalham na igreja ou que professam ser cristãos praticantes." O Sr. O’Grady declara que as crianças não são propriedade, mas que elas "precisam e merecem o amparo e a orientação dos adultos que deveriam estar dando o exemplo".


* Estima-se que a cada dez minutos, uma criança é aliciada para a prostituição. Isso significa que a cada ano cerca de 50.000 crianças são forçadas a ingressar no comércio do sexo. Um seminário sobre abuso sexual de crianças revelou algo inacreditável. Em alguns casos, até mesmo os pais contribuem para o problema. Os pais relutam em denunciar os casos [de estupro] por causa do possível estigma social.