INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Bom Dia Rio mostra problemas na saúde pública da Baixada Fluminense - notícias em Rio de Janeiro

O Bom Dia Rio desta segunda-feira (6) mostrou problemas graves no sistema de saúde de municípios da Baixada Fluminense. Em Duque de Caxias, uma maternidade que estava sendo construída para realizar cerca de oito mil partos por ano nunca ficou pronta— as obras começaram em 2009. Já em Nova Iguaçu o problema mostrado foi a superlotação de um hospital.
A construção ainda inacabada em Caxias era pra ser a Casa da Mãe Caxiense. Na época do início da construção, o então prefeito José Camilo Zito, hoje deputado estadual pelo PP, anunciou que a maternidade de Santa Cruz da Serra ficaria pronta em menos de doze meses.
A construção parou em 2012 justamente quando a maternidade de Xerém - um outro distrito de Caxias - fechou.
Na época em que era prefeito, Zito culpou o governo do estado pela paralisação na obra. Disse que o Palácio Guanabara deixou de repassar verbas. Já a Secretaria Estadual de saúde afirmou, na última sexta-feira (3), que nunca houve repasse para a construção da maternidade de Santa Cruz da Serra.
Só que no diário oficial do dia 23 de dezembro de dois mil e dez, o então secretário estadual de saúde, Sérgio Côrtes, aprova a aquisição de equipamentos para a maternidade. 
No jogo de empurra, a população saiu perdendo. Além da obra estar inacabada, o que já foi contruido, que é muita coisa, vai se deteriorando com o tempo. Desse lado a equipe do Bom Dia Rio pode constatar que o prédio está todo pichado. Também foi possível encontrar goteiras e infiltrações.  
O orçamento inicial da maternidade era de R$ 6,7 milhões. Muito dinheiro já foi gasto: o piso foi colocado, assim como as esquadrias das janelas, pastilhas de cerâmica do lado de fora, acabamento em mármore. "O dinheiro que foi investido aqui, dava pra estar funcionando numa boa, e cade?", questionou a vendedora Marli Ribeiro, moradora de Caxias.
Sem espaço para acompanhantes em Nova Iguaçu
Já em Nova Iguaçu, o problema é no Hospital da Posse. Um vídeo enviado pelo Whatsapp do Bom Dia Rio por Sérgio Fernandes mostra que o espaço disponibilizado para o sogro dele, internado com um AVC, desde sábado não permite a presença de um acompanhante.
Na enfermaria, os acompanhantes não podem nem colocar uma cadeira e são obrigados a ficar em pé 24h por dia. O hopital reconheçou que não há espaço para os acompanhantes, mas alegou que isso acontece porque tem gente demais internada, já que a unidade recebe pacientes de outras doze cidades da região.