INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

terça-feira, 14 de julho de 2015

Reis da Cova já estendem seus domínios à Baixada Fluminense

Os reis em busca de novos territórios. A consolidação do poder com administração dos 13 cemitérios públicos no Rio de Janeiro levou os empresários que dominam o mercado da morte a lançar ofensiva em buscar novas oportunidades de grandes negócios. E o caminho natural é a Baixada Fluminense, apontado como o segundo maior centro em potencial do Estado do Rio e onde moram 3,7 milhões de pessoas. A briga já começou: desde o começo do ano, os grupos Rio Pax e Reviver se articulam para abocanhar os dois dos principais municípios da Região — Duque de Caxias e Nova Iguaçu.
Apesar de o convênio não constar no contrato de concessão assinado com a Prefeitura de Duque de Caxias, basta uma ligação para a administração dos cemitérios e os atendentes se encarregam de passar a lista de serviços realizados pela Rio Pax. Parece até que a empresa de Monge é quem manda nos cemitérios. Alias, o processo de concessão que entregou, em 2011, os quatro cemitérios públicos da cidade à iniciativa privada, por 25 anos, também é polêmico.