INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Maio / 2018

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Uma coisa não tem nada a ver com a outra

As pessoas em geral se espantam quando observam que quanto mais gente pregando o Evangelho, mais e mais aumentam os índices de criminalidade. 
Uma coisa não tem nada a ver com a outra, dirão alguns, mas fatos são fatos. 
As comunidades podem ser carentes de uma porção de coisas, mas verdade seja dita, o que não falta nessas comunidades são igrejas evangélicas, independente do tamanho da dita comunidade (guardadas as devidas proporções) sempre surpreende pelo número exagerado de templos evangélicos. 
Uma coisa não tem nada a ver com a outra, dirão alguns, mas fatos são fatos.
O curioso é que quanto mais templos, mais armas, mais usuários de drogas, quanto mais templos, mais homicídios, quanto mais templos, mais prostituição, quanto mais templos, mais roubos e furtos, quanto mais templos, mais crianças abandonadas, quanto mais templos, mais descaso com o meio ambiente, quanto mais templos, mais maus-tratos aos idosos. 
Uma coisa não tem nada a ver com a outra, dirão alguns, mas fatos são fatos.
Com tantos templos evangélicos, as ruas dessas comunidades deveriam exalar o perfume de Jesus que eles tanto afirmam (da boca pra fora) que é o caminho a verdade e a vida.
A verdade é que o povo criou um evangelho a sua imagem e semelhança, um deus a sua imagem e semelhança e vão por aí no dia a dia soltando Barrabás e outros bichos.
Uma coisa não tem nada a ver com a outra, dirão alguns, mas fatos são fatos. 
Será que eles pensam que todo mundo tem cara de palhaço, assim como eu, Huayrãn Ribeiro?