INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Campinarte Huayrãn Ribeiro / Vamos eliminar tudo o que não é amor

O nosso país apesar de possuir vasto solo e infinitos recursos, quem possui a alma pobre, pobre se torna. A pobreza como a riqueza não dependem da totalidade das reservas naturais, mas sim do estado espiritual de cada indivíduo. Exerce influência, sem dúvida, a boa ou a má política. Mas isso é questão espiritual do indivíduo que administra a política. Seria um erro pensar que a atual política brasileira seja feita pelo próprio povo através de seus representantes. Nas eleições fazem propagandas dizendo que transmitirão o pensamento dos eleitores, mas, uma vez eleitos, são inúmeros os políticos que se movem unicamente pelas vantagens próprias. Sem a mínima vergonha, procuram aumentar os próprios subsídios e as indenizações. Enquanto não melhorar o indivíduo, será impossível melhorar o mundo. Isso me lembra a seguinte história:
Um cientista vivia preocupado com os problemas do mundo e estava resolvido a encontrar meios de minorá-los. Passava dias em seu laboratório em busca de respostas para as suas dúvidas. Certo dia, seu filho de sete anos invadiu o seu santuário decidido a ajudá-lo a trabalhar.
Vendo que seria impossível demovê-lo, o pai procurou algo que pudesse distrair-lhe a atenção. Até que se deparou com o mapa do mundo. Com o auxilio de uma tesoura, recortou-o em vários pedaços e, junto com o rolo de fita adesiva, entregou ao filho:
- Vou lhe dar o mundo para consertar. Veja se consegue. Faça tudo sozinho.
Pensou que, assim, estava se livrando do garoto, pois ele não conhecia a geografia do planeta e certamente levaria dias para montar o quebra-cabeça. Uma hora depois, porém, ouviu a voz do filho:
- Pai, pai, já fiz tudo. Consegui terminar tudinho.
Para surpresa do pai, o mapa estava completo. Todos os pedaços haviam sido colocados nos devidos lugares. Como seria possível? Como o menino havia sido capaz?
- Você não sabia como era o mundo, meu filho, como conseguiu?
- Pai, eu não sabia como era o mundo, mas quando você tirou o papel da revista para recortar, eu vi que do outro lado havia a figura de um homem. Quando você me deu o mundo para consertar, eu tentei, mas não consegui. Foi aí que me lembrei do homem, virei os recortes e comecei a consertar o homem que eu sabia como era. QUANDO CONSEGUI CONSERTAR O HOMEM, VIREI A FOLHA E DESCOBRI QUE HAVIA CONSERTADO O MUNDO.
É muito importante que tenhamos a consciência que fomos enviados a este mundo para realizar uma missão muito especial. Você amigo leitor, está no mundo para cumprir uma missão que só poderá ser cumprida por você. Como não foi você quem escolheu esta situação especial, você não precisa se preocupar, aliás, como não foi ninguém aqui da Terra quem escolheu, você não precisa se preocupar. Talvez exista algo que os outros saibam fazer e que você seja incapaz de fazer aquela coisa, mas você possui a capacidade de realizar a sua missão especial, impossível de ser feita por outra pessoa. Enfrente tudo pensando firmemente: Deus está em mim. Nada temo.
Se para melhorar o mundo é preciso melhorar o homem e para melhorar o homem é preciso que este homem encontre o amor então aqui vai uma dica: vamos começar eliminando tudo o que não é amor. Isso exige investigação, muita calma e tranqüilidade para ficarmos atentos aos movimentos da verdade, sim, a verdade não é uma coisa estática, ela está sempre em movimento, o que nós temos que fazer é observar, sem criticar, sem condenar e principalmente sem se queixar. Só dessa maneira seremos capazes de identificar tudo o que nos causa dor e sofrimento, e a partir daí eliminar da nossa mente esse condicionamento doentio, egoísta, mesquinho, superficial que rege todas as nossas ações. “É tudo uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo” (já dizia o poeta Walter Franco). Resumo da ópera:
Se o governo é uma extensão do povo, então só teremos um bom governo quando o povo mudar para melhor, certo?
Para o povo mudar para melhor é preciso mudar o homem, certo?
Para mudar o homem se faz necessária uma revolução individual, tudo bem?
O primeiro passo para esta revolução seria a eliminação de tudo o que não é amor, concorda?
Este processo teria que começar dentro de cada um de nós, individualmente falando, certo?
Vamos, responda!
A mudança tem que ser individual para que sejamos um povo melhor?
Afinal de contas, estamos esperando o quê?