INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Políticas públicas para a Baixada Fluminense é tema de encontro do Território Baixada

O Território Baixada — ciclo de encontros culturais que ocorre desde o dia 30 de abril — recebe, na quarta-feira (15/07), a partir das 17h, em Duque de Caxias, a secretária de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, Ivana Bentes. O objetivo é debater as políticas culturais e as principais demandas artísticas da Baixada Fluminense, em um encontro aberto com artistas, produtores, pesquisadores e ativistas.

O encontro marcará o encerramento do projeto, que em 2015 cumpriu sua segunda edição reunindo mais de 60 debatedores, entre realizadores e artistas de diversas linguagens. Artes Visuais, Cultura Urbana, Saraus, Patrimônio Imaterial, Redes e Estética, Cultura Digital e Ocupação de Praças Públicas estavam entre os temas abordados durante o evento. Os encontros, que contaram ainda com apresentações artísticas, ocorreram em duas etapas: a primeira na cidade de Nilópolis e a segunda em Duque de Caxias.

De acordo com os organizadores, do resultado dos nove encontros realizados desde o dia 30 de abril — data em que se comemora o Dia da Baixada Fluminense — há uma espécie de “mapa” e “dossiê” do que a cena cultural produz na região, nos dias atuais, expostos pelos participantes, e que, em breve, estará disponível na internet.

Demandas e dificuldades também foram apontadas por muitos coletivos e artistas que ressaltam, em suas participações, a urgência na consolidação de políticas que garantam a manutenção de obras e produções estéticas.

A produtora do projeto Dani Francisco destaca a importância da produção cultural da região: “É importante frisar que há uma cena independente que não vem de partido político, da universidade, da mídia ou dos campos tradicionais artísticos. Há décadas, a Baixada Fluminense produz arte, e de muita qualidade, através de seus grupos culturais e artistas que criam, na marra, novos espaços de difusão, novas obras estéticas, novas linguagens e produção de sentido pra esse território sempre tão conhecido pelo o que falta e não pelo que tem de vibrante”, afirma Dani. “Discutimos estética sim, política também e por isso que a cena da região é tão bem vista em outros lugares – nós militamos e criamos, a cena é uma das mais criativas de toda a metrópole, sem dúvida”, completa ela.

Território Baixada
Idealizado pela produtora cultural Terreiro de Ideias: Arte, Comunicação, Cultura, a segunda edição do Território Baixada teve início no dia 30 de abril, Dia da Baixada Fluminense. A edição de 2015 homenageou o Centro Cultural Donana, que há três décadas, é celeiro de bandas de reggae, soul e rock em Belford Roxo. O projeto trouxe, neste ano, mediadores de outras regiões do Rio, como Adriana Facina (antropóloga, pesquisadora da UFRJ), Ecio Salles (idealizador da Flupp), Renata Saavedra (doutoranda em Comunicação e Cultura pela UFRJ), Carlos Meijueiro (Norte Comum), entre outros.


Serviço:Data: 15/07 (quarta-feira)
Local: Biblioteca Gov. Leonel de Moura Brizola – Praça do Pacificador, Centro, Duque de Caxias
Horário: A partir das 17h
Outras informações: www.territoriobaixada.com.br