INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

Edição de Dezembro - 2017

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Câmara de Duque de Caxias aprova redução salarial de prefeito e secretários. Salário do prefeito cai de R$ 24.500 para R$ 15.925, uma redução de 35%

Encaminhada pelo Executivo Municipal ao Legislativo, a mensagem que propõe redução salarial do prefeito Alexandre Cardoso, secretários e comissionados foi aprovada nesta quinta-feira (03/09), com maioria absoluta dos vereadores presentes na plenária. De acordo com o projeto, que pretende frear a crise financeira em Duque de Caxias, o salário do prefeito cai de R$ 24.500 para R$ 15.925, uma redução de 35%. Já o corte salarial dos secretários e comissionados será de 10%.
“O prefeito, em ato nobre e de bom senso, em vez de propor aumentar impostos, prefere cortar o próprio bolso. Nós, vereadores, também já reduzimos nosso salário em mais de 35%. É possível receber menos e trabalhar com a mesma motivação, sim. Essa economia vai permitir investir em mais benefícios à população. Os funcionários não têm a temer, pois nenhuma lei pode prejudicar o direito adquirido. Parabenizo o prefeito, e que isso sirva de exemplo a outros governantes”, disse o vereador Serginho (PR).

Ainda na sessão, os demais vereadores discursaram sobre segurança, educação e acessibilidade. Também destacaram a visita dos alunos do colégio Rui Barbosa, levados pelo professor Renato a conhecer o Legislativo Municipal.

“Parabéns aos alunos que estão aqui se interessando pelo trabalho do Legislativo”, ressaltou o vereador André Quintanilha (PMDB).

“A política envolve 100% das nossas vidas, acho que falta aula de politização nas escolas. Muita gente vota sem a conscientização necessária. É preciso participar e se comprometer, e a visita dos jovens à Câmara é muito importante nesse processo”, disse o vereador Osvaldo Lima (PSC).