INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

O que fazer com seu pet durante o Carnaval?

Entre os meses de dezembro e fevereiro uma triste realidade acomete a alguns animais de estimação: o abandono. Parece mentira, mas o número de animais abandonados no período cresce exponencialmente. Segundo levantamentos realizados por ONGs de São Paulo e do Rio de Janeiro, esse aumento representa cerca de 70% em relação a outros períodos do ano. Isso acontece porque muitos donos querem viajar no período de festas e férias coletivas, mas não sabem o que fazer com os animais.
Para evitar que mais casos como esses aconteçam no período de Carnaval, confira algumas alternativas para que você possa cair na folia sem preocupação, mantendo seu pet seguro e bem tratado. Contrate um petsitter ou peça um help aos amigos. Ao viajar, uma das opções para seu pet ficar bem à vontade é deixá-lo em casa. Para isso, você pode contar com a ajuda de algum amigo ou familiar para ficar responsável pelos cuidados com seu bichinho. Se nenhum conhecido puder assumir a tarefa, existem profissionais habilitados para isso, os petsitters.
O preço varia de acordo com o número de atendimentos e a localização da residência, mas você pode pesquisar em sites como Pet Anjo, My Pet’s Nanny e o PetSitters do Brasil. A pessoa responsável pelo seu pet deve ir de uma a duas vezes diárias na sua casa para dar água, alimentar, limpar as fezes e urina e, no caso de um cão, por exemplo, passear com ele. Para minimizar o estresse do seu animal enquanto estiver fora, não se esqueça de deixar muitos brinquedos à sua disposição.
Dê férias ao seu bichinho. Os hotéis também são uma boa alternativa, mas opte por aqueles que oferecem maior entretenimento aos animais. Assim, seu pet poderá sair da rotina e curtir alguns dias de pura diversão. Na hora de escolher fique atento à infraestrutura oferecida pelo estabelecimento, vale a pena analisar a higiene e as condi- ções do espaço que eles terão para dormir, o atendimento prestado e o auxílio veterinário.
Piscina, serviços de spa e outras atividades para distrair o animal são mais do que bem-vindas, mas não se esqueça de verificar se a piscina está protegida com muros e que um profissional esteja acompanhando as atividades. No caso de gatos, prefira um hotel especializado, pois é comum que estes parem de se alimentar ao passar por possíveis estresses ou traumas com a presença de cães, então em ambientes especializados o profissional consegue reverter o quadro.
Outra informação importante é que, antes de ir para o hotel, o animal precisa estar com todas as vacinas em dia e estar castrado ou fora do período de cio, no caso das fêmeas, para evitar gestações indesejadas. Contrate um anfitrião. Agora, se o seu animal está acostumado a dormir na cama e conviver com humanos, uma boa alternativa é contratar anfitriões que recebam seu bichinho em casa.
No caso de cachorros, uma excelente ferramenta para quem procura um ambiente mais aconchegante e próximo da rotina habitual do companheiro é o DogHero. O aplicativo, disponível em iOS e Android, funciona de maneira semelhante ao Airbnb e oferece uma hospedagem familiar ao pet. Com valores bem abaixo dos hotéis, a plataforma também auxilia na localização da melhor residência para deixar os cães.
Além disso, o dono pode receber fotos e relatório diário, para ficar tranquilo e curtir a viagem. Outra opção é o PetHub, que funciona de maneira semelhante. Enfim, essas são algumas alternativas para você curtir seu Carnaval com a consciência tranquila de que seu pet está em boas mãos. Além disso, também vale lembrar que o abandono ou maus tratos de animais é crime. Retribua todo o amor que seu companheiro lhe dá prezando sempre pelo seu bem-estar e segurança.
** Formada em Medicina Veterinária pela Unisa (Universidade Santo Amaro) e proprietária da Clínica Veterinária Cuidar