INFORMAÇÃO E ANÁLISE DAS REALIDADES E ASPIRAÇÕES COMUNITÁRIAS

CAMPINARTE DICAS E FATOS / O NOSSO JORNAL FALADO

Notícias da CMDC

Duque de Caxias, na Baixada Fluminense - Google Notícias

Translate

A VOZ DO CAMPINARTE

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quinta-feira, 21 de maio de 2015

LÍDER COMUNITÁRIO (COM LETRAS MAIÚSCULAS)

Quando eu digo que Nova Campinas é terra de ninguém é porque essa comunidade está loteada ou fatiada, cada qual com o seu pedaço agindo ou tentando agir independente um do outro. A população, as famílias, as pessoas sérias, dignas, honradas, são obrigadas a conviver entre malandros e otários, milicianos e traficantes, policiais (só faltando o exército) e mais: igrejas, Ong’s, fundações e principalmente eles – os políticos – os principais agentes desse sistema que tem como alvo principal o povo.
Se o leitor parar e prestar bem atenção no noticiário dos jornais vai perceber que é tudo contra o povo. O sistema tem sempre o povo como alvo. Todas as manobras, todos os golpes, todos os conchavos visam ludibriar o povo que está sempre receptivo a tomar na cabeça. O que (no papel) vai trazer grandes benefícios para o povo, o que foi “projetado” para trazer algum avanço para o povo de uma hora para outra (inexplicavelmente) acaba virando uma arma contra o próprio povo. A capacidade de subverter a ordem das coisas (e sempre contra o povo) é inacreditável. O sistema conta com uma poderosa rede de colaboradores que passam 24 horas por dia maquinando coisas contra o povão. O povo pode ser comparado a uma espécie de ilha cercada de desgraças por todos os lados. O mais impressionante é que o sistema (através da grande mídia) diz que o povo é feliz, e o povo acredita, mesmo sendo infeliz. O sistema diz que o povo está comendo mais e melhor, o povo acredita mesmo estando com fome. O sistema diz que a saúde do povo vai bem, o povo acredita mesmo morrendo nas filas dos hospitais. Uma coisa é certa: apesar de tudo isso o povo continua resistindo. O sistema coloca contra o povo o tráfico de drogas depois manda a polícia depois ainda manda o exército. O povo é submetido a todos os tipos de modalidades de sadismo e perversão desse sistema e continua firme.
No que diz respeito ao povo de Nova Campinas (já que estou falando basicamente sobre Nova Campinas), a melhor coisa que poderia acontecer no momento seria um trabalho de orientação através de campanhas educativas sobre saneamento básico, saúde, educação, arte, cultura, política e tudo mais de interesse da comunidade através da Associação de Moradores. É flagrante que a comunidade sente falta dessa atuação da Associação de Moradores. Sente falta da atuação da Associação de Moradores também no lazer, na parte social e no esporte. Que esse recado das últimas eleições sirva de lição para esses que se dizem preocupados com a comunidade. Todo aquele que realmente se interessa pela comunidade de Nova Campinas não precisa se lançar candidato a vereador a deputado ou a outro cargo que não tenha nada a ver diretamente com a comunidade. Para aqueles que estão realmente interessados em transformar Nova Campinas num lugar melhor para se viver, tem sim, muito trabalho dentro do conjunto. O resto é conversa fiada e blá, blá, blá.